Ouça a Nova Era 94,1 FM
Pelos Aplicativos

Clique para Ouvir Peça sua música

Bailarina goiana vence maior competição de dança na TV da Rússia


Goiana, bailarina Amanda Gomes vence junto com Wagner Carvalho a 3ª edição do reality show “Bolshoi Ballet”, na Rússia — Foto: Reprodução/ Natalia Voronova
Goiana, bailarina Amanda Gomes vence junto com Wagner Carvalho a 3ª edição do reality show “Bolshoi Ballet”, na Rússia — Foto: Reprodução/ Natalia Voronova

 

Goiana, a bailarina Amanda Gomes venceu junto com outro brasileiro, Wagner Carvalho, a 3ª edição do reality show “Bolshoi Ballet”, na Rússia. Ambos com 23 anos, eles conquistaram o título na categoria dueto e desbancaram seis casais de candidatos russos e americanos.

Após seis episódios, a grande final foi realizada no último sábado (22). Formados pela Escola Bolshoi Brasil, Amanda e Wagner participaram da competição como representantes da companhia de dança do Ópera e Ballet de Kazan, onde atuam.

O casal dançou repertórios clássicos e modernos. De acordo com a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, responsável pela formação dos dois bailarinos, esta é a única competição de balé na história da TV e se trata da “maior competição desse segmento no mundo”. Ainda conforme a instituição, o objetivo do reality é apresentar jovens talentosos na arte de balé para o mundo.

 
Goiana, bailarina Amanda Gomes vence junto com Wagner Carvalho a 3ª edição do reality show “Bolshoi Ballet”, na Rússia — Foto: Reprodução/ Natalia Voronova

Goiana, bailarina Amanda Gomes vence junto com Wagner Carvalho a 3ª edição do reality show “Bolshoi Ballet”, na Rússia — Foto: Reprodução/ Natalia Voronova

 

Indicada ao 'Oscar'

 

Amanda dança desde os 7 anos e foi selecionada para o Bolshoi após uma seletiva em Joinville (SC), onde se formou. Em 2014, ela participou de um concurso na Rússia e encantou o diretor do Teatro Ópera e Balé de Kazan, que a convidou para integrar o corpo de baile. Aos 19 anos, chegou como solista e, atualmente, é primeira bailarina.

A bailarina goiana já conquistou nove premiações internacionais. No dia 5 de junho de 2018, ela foi indicada e particpou do prêmio internacional Benois de la Danse, realizado em Moscou e considerado o "Oscar" do balé.

A mais nova entre as concorrentes ao prêmio - as demais tinham entre 28 e 38 anos -, Amanda não venceu. Mesmo assim, ela se sentiu orgulhosa pela experiência e por ter seu nome indicado.

“Talvez aos 30 anos eu poderia ter sonhado com essa indicação para o prêmio. Mas aos 22 eu era a mais nova indicada. Foi uma surpresa muito grande e foi maravilhoso dançar naquele teatro novamente”, disse, na época.
 
Fonte: G1

TOP 10

Últimas Nóticias