Ouça a Nova Era 94,1 FM
Pelos Aplicativos

Clique para Ouvir Peça sua música

Celular rende R$ 626,2 mil em multas para Transerp


Celular rende R$ 626,2 mil em multas para Transerp

Estudos mostram que usar o celular ao dirigir para falar ou digitar mensagens aumenta em até 400% o risco de acidentes de trânsito. Desde novembro do ano passado, houve algumas modificações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em relação ao uso do aparelho de telefonia móvel no momento em que o condutor está diri­gindo. O ato, agora, pode ser caracterizado como infração gravíssima. Em Ribeirão Pre­to, a Empresa de Trânsito e Transporte Urbano (Transerp) tem orientado os condutores nas abordagens quanto aos riscos e infrações que podem ser provo­cadas devido ao uso do aparelho de celular no trânsito.

As sanções na Carteira Na­cional de Habilitação (CNH) vão de quatro a sete pontos. Somente no primeiro bimestre deste ano (janeiro e fevereiro), as multas relacionadas ao uso do aparelho de telefonia móvel estão entre as infrações com maior registro. Em primeiro lugar está a de di­rigir segurando o telefone com 1.408 registros (R$ 413.205,76 em multas). Na sequência das infrações ligadas ao modelo está a de dirigir utilizando-se de telefone celular (falando ao apa­relho) com 645 ocorrências (R$ 129.126,80) e em terceiro apa­rece a multa por dirigir manu­seando o celular, com 440 casos (R$ 83.953,20). Apenas nos 59 dias do período a empresa arre­cadou R$ 626.285,76 com esses três tipos de autuação. No total, em dois meses, foram aplicadas 2.493 multas, média diária de 42.

O valor das multas varia entre R$ 130,16 (dirigir veículo falando ao celular, quatro pon­tos na CNH, falta média) e R$ 293,47 (pilotar segurando ou manuseando o aparelho, sete pontos, falta gravíssima). De ja­neiro a outubro do ano passado, em Ribeirão Preto, foram aplica­das 19.598 multas por uso do ce­lular, período este que era apenas considerado a infração no cará­ter de utilizar o aparelho (falando ou ouvindo) – uma arrecadação de aproximadamente R$ 2,55 milhões, cerca de R$ 8,39 mil por dia. Considerando os meses de novembro e dezembro, quan­do a nova lei incluiu a infração de segurar e manusear o aparelho, o número aumenta para 22.288 multas – são 2.690 novas autua­ções, mais R$ 789.434,30, totali­zando R$ 3,34 milhões.

Troca de mansagens – Uma das preocupações da Transerp e de entidades de segurança vi­ária de todo o mundo é com o aumento das funções dos apare­lhos celulares e a disseminação dos aplicativos de troca de men­sagens de texto. Para o diretor de Trânsito da empresa ribeirão­-pretana, Mateus Araújo e Silva, o ato de dirigir requer 100% de atenção do condutor e não há es­paço para interação com os dis­positivos de telefonia móvel.

“A combinação celular/vo­lante é responsável por milha­res de vítimas, todos os anos no Brasil, ocasionada pelo desvio de atenção do motorista. Enfatizo que o ato de dirigir requer a aten­ção total dos motoristas”, explica. Em 2016, a Transerp arrecadou uma média de R$ 51,8 mil por dia com multas aplicadas a mo­toristas infratores na malha viá­ria de Ribeirão Preto. No geral, os cofres da Transerp receberam R$ 18,9 milhões com as autua­ções – o valor é apenas parte do total de infrações registradas, já que referem-se apenas às que já foram pagas pelos condutores.

Do total de autuações, mais da metade (53%) é decorrente dos flagrantes feitos pelo radar fixo na avenida Celso Charuri e pelos radares móveis espalhados pelas avenidas de maior movi­mento na cidade. Foram 200.146 multas no ano passado – média de 16,6 mil por mês, 548 por dia e 22 por hora. Os radares móveis e o da Celso Charuri flagraram 8,8 mil infrações por mês –293 por dia e doze por hora. A Tran­serp tem 37 agentes de trânsito.

Bloqueio de celular rou­bado – O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou nes­ta segunda-feira (20) a celebra­ção de um convênio entre a Se­cretaria da Segurança Pública e a Agência Nacional de Telecomu­nicações (Anatel) para facilitar e agilizar o processo de bloqueio de celulares roubados e furtados. Por meio da parceria, a Polícia Civil terá acesso a um sistema especial e poderá bloquear os aparelhos sem a necessidade de solicitar às operadoras. O anúncio foi feito após o tucano se reunir com o presidente da Anatel, Juarez Quadros.

 

TRIBUNA RIBEIRÃO

TOP 10

Últimas Nóticias