Ouça a Nova Era 94,1 FM
Pelos Aplicativos

Clique para Ouvir Peça sua música

Marido cria equipamento para esposa paraplégica em Águas da Prata, SP


Marido cria equipamento para esposa paraplégica em Águas da Prata, SP
João e Joali construíram aparelho para ajudar Elisabete (Foto: Eder Ribeiro/EPTV)
Um aposentado de Águas da Prata (SP) desenvolveu um aparelho para melhorar a qualidade de vida da esposa paraplégica.
A ideia surgiu da observação de um brinquedo e deve ser apresentada em uma feira internacional de reabilitação. “Quero ver minha mulher bem”, justifica João Ratc.
Mudanças
A vendedora Elisabete Santa Maria Ratc sofreu uma lesão na medula em um acidente de carro e conseguia se movimentar com a ajuda de um andador até o ano passado. Contudo, após quebrar o pé, precisou ficar quatro meses de repouso e começou a depender do marido para sair da cama.
Diante da situação, Ratc pensou em desenvolver um equipamento para a esposa. “Vendo a máquina de pegar bichinho [de pelúcia], tive a ideia de fazer um aparelho que pegasse minha mulher da cama e a levasse até a sua cadeira de banho, ou até sua cadeira motorizada”.
Elisabete é vendedora e usava um andador até o ano passado (Foto: Eder Ribeiro/EPTV)
O aposentado chamou Joali Gomes, um amigo serralheiro, e instalou no teto do quarto trilhos por onde corre um guincho. O aparelho funciona com motores de portão e passou por vários testes de capacidade de carga e segurança.
“A dificuldade seria que ele fosse seguro, porque teria uma pessoa pendurada nele, dependendo da força do aparelho. Se der alguma coisa errada, vai machucar uma pessoa”, explicou Joali.
Confiança
No começo, Elisabete não acreditou que a ideia poderia dar certo, mas deu ouvidos ao marido e, agora, usa o guincho quando quer sair da cama.
A máquina funciona como uma cadeirinha, constituída por alças e argolas. A vendedora encaixa o corpo nas tiras com as costas apoiadas e é erguida por um cabo de aço. Com isso, consegue circular sem ajuda.
Elisabete não precisa mais de ajuda para circular pela casa (Foto: Eder Ribeiro/EPTV)
O protótipo serve também para os exercícios de reabilitação feitos diariamente. Com um acessório diferente, que prende apenas seu tronco, ela consegue ficar em pé e movimenta os músculos que precisam ser fortalecidos para que volte a andar.
Elisabete se exercita para fortalecer os músculos (Foto: Eder Ribeiro/EPTV)
Patente
Ratc e Gomes decidiram patentear o aparelho. O objetivo é aperfeiçoar o modelo para apresentar em uma feira internacional de produtos para reabilitação, realizada em junho na capital paulista.
Para eles, o evento será uma oportunidade de buscar parcerias com empresas que possam financiar a produção em série do aparelho, que tem grandes chances de ganhar mercado, segundo o coordenador do Sebrae em São João da Boa Vista, Rafael Trefilho Paulucci.
 
Fonte: G1

TOP 10

Últimas Nóticias