Ouça a Nova Era 94,1 FM
Pelos Aplicativos

Clique para Ouvir Peça sua música

Gusttavo Lima perde processo e terá que pagar multa de R$ 1,8 milhão


Gusttavo Lima perde processo e terá que pagar multa de R$ 1,8 milhão
Divulgação/Marcelo Brammer Gusttavo Lima perde processo para compositor português e é obrigado a pagar R$ 1,8 milhão de multa
O músico Gusttavo Lima acaba de perder o processo aberto pelo músico português Ricardo Landum, e terá que pagar R$ 1,8 milhão em multa . O cantor já havia sido proibido de comercializar, divulgar ou executar a canção “ Que mal te fiz eu ” em março, mas não acatou a decisão da juíza Maria Cristina de Brito Lima, da 6ª Vara Empresarial da Capital. Ricardo, que compôs a faixa, acusa Gusttavo de alterar trechos da letra da canção sem sua autorização.
Em julgamento na tarde de terça-feira (06), a proibição da música foi mantida, confirmando a decisão da juíza em primeira instância. De acordo com o advogado de Ricardo Landum , Leonardo Honorato, eles agora se pronunciarão a respeito das contestações apresentadas no julgamento. Leonardo explica ainda que nem a equipe do cantor, nem sua gravadora, a Som Livre, se responsabilizam pela música. A Som Livre afirmou não ser parte legítima do processo de compra da música, sendo apenas a gravadora mas, de acordo com Leonardo, existe comprovação nos atos de que a Som Livre participou das negociações. Já os advogados de Gusttavo Lima tentaram argumentar que outro cantor já apresentava a versão alterada , não sendo de responsabilidade de Lima a nova versão.
Acordo
Leonardo não descartou um acordo, que disse ser de interesse do próprio Gusttavo Lima. Ele diz que um acordo facilitaria o argumento com outros artistas que utilizam a versão alterada e que o compositor poderia até permitir que a música fosse cantada como é hoje pelo sertanejo, mas afirma que para isso precisaria haver diálogo.
Além de Gusttavo Lima, Wesley Safadão , Léo Santana, Tayrone Cigano, além da banda Aviões do Forró também usam a versão adulterada e estão recebendo notificações. Leonardo afirma que a decisão do julgamento deixou claro quem tem os direitos da música.
Google
Além de Gusttavo Lima, sua empresa, a Balada Eventos e a Som Livre, sua gravadora, também foi notificado o Google . Leonardo explicou que, quando o Youtube (que faz parte do Google) monetiza em cima de uma música, deve-se pagar a quem tem os direitos. Para tanto, a Som Livre e o cantor afirmaram ter os direitos autorais, para poder monetizar com a exibição na plataforma.
Em nota, a Som Livre declarou que não comenta casos sob judice. 
A equipe do cantor Gusttavo Lima foi procurada pela reportagem do  iG , mas não respondeu até o momento da publicação desta reportagem.
 
Fonte: IG